Páginas

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Natal para Maria



Luiz de Aquino







* * *


Natal para Maria



Há nuvens de chuva e o céu
saúda-nos de azul e lágrimas
para renovar a vida.


As ruas vestidas de brilho ,
os olhos com brilho de festa
porque é dezembro.


Há dinheiro e compromissos,
pessoas tensas portam presentes
ainda que poucos os mereçam.


Nas ruas e lojas, nem retratos de Jesus!
Maria, mãe e santa, por certo sofre
e sua dor é nossa!


Colho uma rosa branca. As mães, sim,
devem ser mais felizes: sem elas, 
não há esperanças.



* * *













15 comentários:

Papepi disse...

Amigo Poeta,
Essas palavras partidas da sua pena me fizeram lembrar da minha mãe, que, lá nas terras cariocas, luta com toda suas forças para combater esse "alemão", até agora invencível(Alzheimer). Um feliz Natal pra ela, pra você e todos os seus.
Paulo Pedro Pinto
PAPEPI

Mara Narciso disse...

Estão na justa medida poema e vídeo. A imagem de Nossa Senhora, quase menina, com o filho, ambos em azul, ficou muito graciosa.

Ivana Hermano Tormin Borges disse...

Oi, Luiz de Aquino, acabei de ver seu vídeo e por mais que o mundo esteja danado, a imagem de Jesus amacia os corações. Sabe, esta época o que as emissoras de tvs deveriam fazer é campanha de fraternidade, e martelar, lembrar a todos o real motivo do Natal, pois muitas cianças e mesmo adultos se esqueceram ou mesmo não sabem. O nosso sistema está totalmente errado. Mas, enfim, eu gosto muito, curto o Natal. Me sinto em estado de graça.
Bom Natal!! E que seu Ano de 2011 seja de muita saúde, paz e alegria.
Um grande abraço.

Ivana.

Maria José Lindgren Alves disse...

Belo presente texto e vídeo
Muito obrigada e Feliz Natal.

Maria Lindgren

Rosamábile disse...

Lindissimo poema meu amigo
Aproveito para lhe dar meu abraço neste final de ano .Paz saude e muita prosperidade para 1011
Amo Você, LUIS
Rosamabile

J. Martines Carrasco disse...

Ao prezado poeta Luiz de Aquino
É dramático mas alvissareiro : se mais um ano foi pro saco ,
o próximo não terá outro destino .
Diante do incontornável , é com muita satisfação
que , ao nosso vibrante cronista , auguro prazerosas festas ,
seguidas de , e durante , um ótimo ano novo .
Bons plantios ... frutos colhidos de sua fértil inspiração literária.
Agradáveis surpresas , saúde , alegria , amigos leais.
Vaticínio extensivo aos seus dignos familiares.

Fraternal abraço
J. Martines Carrasco

Maria Alice Morais disse...

Luiz,

Lindo, tocante a atual.
parabéns.
Feliz Natal e muita paz.

Betha Mendes disse...

Um belo poema para acrescentar e renovar esperanças...

abçs

Betha

Luiz de Aquino disse...

Lu,

li suas duas últimas criações, o poema e a crônica.
Poesia de muita sensibiliade para reflexão sobre o Natal de hoje.
O artigo aponta, questiona os absurdos que enlameiam, mais uma
vez, a classe política. Barbaridade! Vergonha nacional. E fica tudo na mesma.

Vai um beijo.

Maria Helena

Irinéa MRibeiro disse...

Quanto tempo não aparecia em sua casa, Poeta...
E com esse poema à Maria, tão lindo, que eu peço licença para divulgar, deixo meu carinho a você e todos que o visitam!
Obrigada pela sensibilidade!
Um lindo Natal para todos...

Natalina Fernandes (poetisa) disse...

Lindo seu poema "Natal para Maria" e o vídeo é realmente emocionante! Parabéns.
Um ótimo Natal e um ano novo maravilhoso para você e toda sua família.
Obrigada por nos presentear com tantos poemas belos. Abraços
Poetisa Natalina Fernandes.

Maria Luiza disse...

Lindo poema! Amei o vídeo.
Feliz Natal e um ano novo de muita luz!
Beijos à você e na sua família.
Afetivamnete ,
Malu

samuelvigiano disse...

"Há nuvens de chuva e o céu
saúda-nos de azul e lágrimas
para renovar a vida."

Eu amo esses acontecimentos extraordinários da natureza (sim, extraordinários para mim, apesar de trivial para outros). A lua, a noite, a chuva, os sons, o vento... Tudo isso encanta-me.

Tua poesia é bela, uma descrição impecável da vida em poesia, que enfeita com palavras.

Abraços, poeta.

Feliz Natal!!

Anônimo disse...

oi,sou José Augusto,filho-neto de Jô Sampaio; com ela aprendi muita coisa,inclusive o culto a Maria, por isso,seu poema me fez pensar como deve ser triste para uma mãe ver pessoas usarem o nome de seu filho somente para fazerem festas ao império consumista.

Lauricéa Ramos disse...

Feliz Natal e ano novo e em 2011... 2012... 2030... continue alimentando nossas almas com belas palavras como sempre faz...