Páginas

sexta-feira, outubro 06, 2006

Que cumpram um sexto

.


Centenas de caras-de-pau disputaram a loteria do voto, tentando abocanhar, sem concurso nem escolaridade, um empreguinho temporário de quatro anos, com direito as ser taxado de autoridade e ser chamado de Excelência, com E maiúsculo. Este ano foi o da campanha pela ética, pela educação e pela segurança, tal como a de 2004 foi a do asfalto. Mas nenhum − eu disse “nenhum” e foi nenhum mesmo! − deles, para qualquer cargo, falou em cultura. A observação é da Nice, funcionária do condomínio onde moro.

Nenhum deles, eleito ou derrotado, até agora se preocupou com os rumos das investigações que a ANAC, a Força Aérea Brasileira e a Polícia Federal desenvolvem no sentido de conhecer os responsáveis pelo maior acidente aéreo da história do Brasil, enquanto o consulado americano no Rio dá abrigo em lugar secreto aos pilotos do jatinho que causou a “coisa”. Se fosse o contrário... Ah, queria ver diplomatas brasileiros na terra do tio-sam protegendo algum de nós! Gente, e eles tinham um repórter na comitiva que, agora, é tido como perito em assuntos de aeronáutica!

Será bom se eles forem julgados por homicídio culposo. Afinal, mataram 154 nacionais e estão tripudiando sobre nós, com o patrocínio de um advogado ex-ministro (dos que já não se fazem como antigamente...). Imaginem se os dois gringos pegarem três anos para cada brasileiro morto “involuntariamente”: seriam 462 anos de cadeia; eles poderiam cumprir um sexto da pena, sairiam daqui a 77 anos. E a soberania norte-americana sequer seria arranhada.

8 comentários:

Fátima Paraguassu disse...

"Aí me dá uma tristeza no meu peito!...sem nem ter com quem contar!..."

Maria Esther Torinho disse...

Aplausos, Luiz.
Estou com vc.
Tomara que cumpra pelo menos um terço disso.
Abraço

Rita de Cássia disse...

Está na cara que os americanos vão se safar desta!
Podem até escolher entre três justificativas:
O nosso sistema de controle de vôo é falho; ou foi imperícia dos pilotos brasileiros da Gol; ou, ainda, o avião que a Embraer fabricou e vendeu para eles falhou.
No final da contas, a verdade é que, para eles, 154 vidas (das nossas) não valem duas das deles!

Márcia disse...

É, realmente, estamos vivendo um momento crítico em termos de política e de atitudes.

Precisamos de mais pessoas clamando por atitudes, como vc faz, Luiz, precisamos de mais vozes discordando de tantos absurdos!

Parabéns,
Um abraço,
Márcia Píramo

Lili - Rio de Janeiro disse...

Meu amigo querido!

Só um poeta como vc , sabe falar tão mansamente e com tanta verdade o que estamos com vontade de gritar!

E Parabéns pelas mais de 4000 pessoas que visitaram seu blog,e me sinto muito feliz por ser uma delas.

Que chegue aos 100.000!
Vc merece!
Um beijo carioca de quem te admira muito!

Marluci disse...

Parabéns pelas mais de 4.100 visitas, somente neste blog !!!
Não podemos esquecer dos outros portais, onde tantas outras crônicas e poemas estão postados e suas visitas e leituras não são computadas.

Rosi - Rio de Janeiro disse...

Parabéns pelo marca dos 4100!
Mas olha: eu não gasto tempo lendo seus textos, não!
Eu invisto meu tempo!

Ah! Quanto aos americanos é lamentável... eles querem colocar a culpa em nós, os tupiniquins, de qualquer forma. Primeiro criticaram os equipamentos de controle de vôo, agora alegam que o problema é do avião brasileiro que compraram. Putz!

Durma com um barulho desses???!!!

Um forte abraço,

Rosi - Rio de Janeiro

Leila disse...

Luiz

Causa impacto,tristeza,a falta de comprometimento daqueles que "deveriam" nos representar!

Aproveito a oportunidade,para parabenizá-lo pelas mais de 4.100 visitas ao seu blog,o que vem demonstrar que as pessoas estão se conscientizando da importância da boa leitura,da informação com conteúdo,do esclarecimento que contribui! da Emoção!
Parabéns!
Leila