Páginas

quarta-feira, setembro 14, 2011

Professor é demitido por ensinar a pensar

Amigos meus, 

Recebi do Professor Celso Moraes de Faria e lhes repasso. A que ponto chegamos? Soube, agora, que existe um telefone da série zero-oitocentos, em Goiás, para que alunos denunciem professores da rede estadual. Ou seja, um disque-denúncia inusitado. Quem tem boa memória sabe do que são capazes adolescentes. Imaginemos, agora, do que serão capazes alunos-problemas, adolescente ligados, ativa ou passivamente, com o tráfico de drogas! Hoje, alunos ameaçam, agridem e até matam professores...

Mas... vamos saber o que aconteceu com o Professor Celso!


Celso Moraes de Faria12 de setembro de 2011 16:41

Prezado Luiz,
não sei se deveria enviar esta mensagem a você, mas pela minha consideração pela sua pessoa e pelo fato de tê-lo como alguém pleno de discernimento e bom-senso, eu o fiz. E-mail longo, desculpe. Mas gostaria que o lesse na íntegra, e antecipo agradecimentos.

Acabo de ser demitido do Colégio Dom Pedro I, na interiorana cidade de São Luís de Montes Belos, por causa das fotos postadas no álbum “Eus” (Orkut e Facebook), porque alguns pais (em minha opinião, no mínimo mal informados), que não distinguem pornografia de ARTE, acharam que as imagens são “chocantes” e por isso perderam a “confiança” no professor que leciona para seus filhos. A ironia é que a grande maioria desses filhos confia muito mais no professor do que nesses pais, tendo em mim um confidente realmente confiável...

A escola, em vez de tentar colocar um pouco de cultura na cabeça desses pais, prefere o caminho dos acomodados e concorda com eles. A direção, frouxa e acomodada, diz amém ao que os clientes arrotam, preferindo manter a carteira de clientes a desempenhar um papel pedagógico de verdade. Nenhuma surpresa aqui. Mas, pergunta-se: considerando-se que as fotos postadas são recriações de obras de arte de Michelangelo e outros de igual quilate, Michelangelo seria demitido dessa instituiçãozinha? Essa escolinha interiorana se acharia maior que o gênio italiano? Provavelmente.

Com exceção dos alunos que herdaram a idiotia e a falta de visão dos pais (felizmente uma minoria entre os discentes), sei que tenho a solidariedade dos demais (o que não paga as contas, mas, enfim...). Acredito que as MINHAS aulas de Filosofia têm sido úteis aos alunos na medida em que ensina cada um a pensar por si mesmo, ao contrário da matéria ministrada até então, infelizmente numa total incompetência, a ponto de um aluno escrever “fui apresentado à disciplina em 2011, eu não conhecia Filosofia até então” (tenho o texto original para provar que não invento).

Enviei um abraço em carta aberta aos meus ex-alunos. Não minto ao dizer que, de certa forma, sinto-me aliviado por não mais fazer parte de uma instituiçãozinha retrógrada, cheia de gente que não distingue uma obra de arte e uma releitura dela da vulva de suas dignas genitoras. Que o(a) próximo(a) que pegar as aulas ministre de acordo com a linha de pensamento do “colégio”, ou seja, com insipidez e provincianismo, dizendo amém aos pais que, com sua mentalidade de jerico e suas mensalidades, mantém a empresa funcionando. Perdem os alunos.

Que avaliem o próximo professor, comparem as aulas deles com as minhas. Não temo a comparação. Tenho plena consciência de que minhas aulas atingiram os objetivos propostos. O problema é que esta cidadezinha não está à altura de certas linhas de pensamento...

Aos meus alunos, deixei o meu "muito obrigado" pela convivência e pelas amizades feitas. Serão eternas. À instituição, o maior dos desprezos. Para sorte da cúpula gestora, imbecilidade não mata, ou teríamos um enterro coletivo.

Se você está recebendo este texto, Luiz, é por dois motivos básicos: primeiro, como eu disse acima, considero você uma pessoa com mentalidade e discernimento suficientes para entender esta situação. Em segundo lugar, gostaria que fizesse algo, se a sua consciência concordar com isso. Peço que perca um pouco do seu tempo e analise com cuidado as fotos em questão. Os links:

http://www.facebook.com/l/rAQAvG8GJAQBiGXGIQz0n-Eo9InDFaetJnQfdjCGeveuqSA/www.orkut.com.br/Main%23AlbumZoom?gwt=1&uid=14271299348499189866&aid=1314719044&pid=1314746500294

(obra de Michelangelo que deu origem à minha primeira releitura)

http://www.facebook.com/l/nAQBCuo2CAQCMc47QN6gY2CQECGGpLpOrupiH0mBod1LhpQ/www.orkut.com.br/Main%23AlbumZoom?gwt=1&uid=14271299348499189866&aid=1314719044&pid=1314746790413

(essa é a minha releitura. É pornográfica? É de mau gosto?)

http://www.facebook.com/l/TAQCvVSxiAQDl_z8y3PBZLuXH1KlLhL9-8ZZA1ywsbRppeQ/www.orkut.com.br/Main%23AlbumZoom?gwt=1&uid=14271299348499189866&aid=1314719044&pid=1314747012358

(“Adão sem Eva 1 – A tentação”. Onde o motivo para “choque”?)

http://www.facebook.com/l/QAQCeCVokAQAaGx9X2yggz8qNtKy-ak_ugbyWgyKhvWA5JQ/www.orkut.com.br/Main%23AlbumZoom?gwt=1&uid=14271299348499189866&aid=1314719044&pid=1314747128732

(“Anjo de asas sujas”. Obsceno? Chocante? Onde? Em quê?)

http://www.facebook.com/l/bAQActNEHAQCpeete9g6QkubMQsYWZ3kPe4gA6C3b3-MgNg/www.orkut.com.br/Main%23AlbumZoom?gwt=1&uid=14271299348499189866&aid=1314719044&pid=1314747397266

(“A última conversa de Adão com Deus antes da criação de Eva”. Indecente? Imoral?)

Creio que, embora a empresa tenha a prerrogativa de demitir quem queira, isso configura censura à liberdade de expressão, uma vez que não houve nada indecoroso ou censurável. Você, que tem um canal de expressão bastante abrangente, poderia divulgar esse fato? Veja as fotos e tire suas conclusões. Entre em contato com outras pessoas, se achar que deve. Creio piamente estar certo. Maldita mentalidade provinciana!



Se puder divulgar isso pra mim, de alguma forma, para que a coisa toda não passe em branco, agradeço imensamente. Estou aqui para dirimir quaisquer dúvidas que porventura você tenha.

Um grande abraço, 

Celso.

4 comentários:

Anna Alchuffi disse...

Eu achei as imagens de mal gosto, mas nada que seja obsceno ou imoral!
Não sei como isso pode interferir no ensino dado por esse professor, ser demitido por isso é atraso mesmo!
Mas conitnuo achando que é de muito mal gosto, rsrsrsrs!

Ana Cristina disse...

Para mim ,essas releituras nada tem a ver com arte, e sim querer expor a própria imagem nua, pra um professor isso não é legal, na minha opinião. Os termos usados por este professor além das fotos aparentam que ele é uma pessoa bem arrogante.

Mariana Galizi disse...

Não consigo ver as fotos, outro dia eu volto... rs.

Mariana Galizi disse...

Bom, não sou crítica de arte, por isso não opinarei sobre as montagens do teu amigo.
Mas como docente devo dizer que certas posturas devem ser mantidas, de modo a não nos expormos a excessos e não corrermos o risco de sermos julgados pelos nossos gostos e conceitos. Não tem como, Luiz, estamos sempre fadados ao julgamento alheio, é andar sobre os ovos.