Páginas

sexta-feira, dezembro 18, 2009

Eu te amo


...no jeito ingênuo
de te sentir boneca de pano
quando te acalento
cantando acalanto
para te fazer dormir de mentirinha.

Eu te amo de sonho
e esperança, te amo acordado
e enfeito de ti
minhas horas mais tristes
para que não mais sejam tristes.

Amo tua voz e teus olhos,
e tuas mãos de amiga,
de irmã que não quero,
de amante ternura,
carinho e tesão.

Eu te amo distante
na imagem-desejo
de estar sempre perto.

Eu te amo contando dias,
os dias que faltam
para ter-te real: em cores,
contato e odores.

Eu te amo demais.
Eu te amo mais.
Muito mais.


Luiz de Aquino (poeta brasileiro)




Moi je t'aime


Moi je t'aime
de la façon innocente
de celui qui se sent poupée de chiffon
quand je te caresse
quand je te berce
pour faire dormir les petits mensonges.


Moi je t' aime de rêves
et d' espoir, je r aime éveillé
et orné de ta présence
dans les heures tristes,
pour qu' elles soient moins tristes.


J' aime ta voix et tes yeux
et tes mains amies,
et celles fraternelles que je refuse,
d' amoureuse tendresse,
d' affection et de passion.


Je t’aime distante
dans l' image-désir
d'être toujours proche.


Je t' aime en comptant les jours,
les jours qui manquent
pour que tu sois réelle : en couleurs,
en touches et en odeurs.


Moi je t' aime trop,
moi je r aime beaucoup.
Et encore plus.


Autor: Luiz de Aquino

Tradução: M. Yvan Avenas (poeta e artista plástico francês)

19 comentários:

Márcia disse...

MAravilhoso..perfeitamente lindo!!
Adorei poeta querido!
Feliz Natal, Beijos

Madalena Barranco disse...

Que coisa mais linda, meu querido poeta, sempre Luiz, luz de ternura, doce menino e amigo das letras... Seu poema fica bem em todos os idiomas, porque ele foi alicerçado nos verbetes do amor.

Beijos.

Isabel Rosete disse...

EXCELENTE, LUIZ, COMO SEMPRE!

Já reencaminhei esta sua mensagem para o Grupo Poético de Aveiro.


E

Sejamos Natal, não apenas nesta época, mas em todas as épocas do ano. O Espírito do Natal tem de ser PODEROSO entre os Homens em todas as circunstâncias da Vida, para que a Paz se erga, para que o Amor seja uma constante em todos os corações, para que a Amizade seja o elemento de reunião entre todos os Espíritos, normalmente desamparados.



Eis os meus votos,

Isabel Rosete (de Portugal)

Anônimo disse...

Luiz, lindo demais o poema, Eu te amo! Voce sempre se superando em palavras que chegam até alma, de forma suave, com gostinho de quero mais. Muita paz!

Mara Narciso disse...

Não é ambiguo, mas "antriguo", em vista de haver uma dificuldade do receptor em saber de quem se trata essa musa, ainda sem cor e nem sabor. É amiga, é irmã, é amante? Seria alguém de conhecimento até então apenas virtual? Toda essa trialidade encanta, enternece e atrai. Vontade de entrar nessa história como protagonista.

Maria José Lindgren Alves disse...

Em português é lindo; em francês, nem se fala.
Um abração
Maria

Luiz de Aquino disse...

Agradeço, feliz, seus comentários, Márcia, Madalena, Isabel, Mara, Maria...

Ah, obrigado também a quem tem tanta timidez e não assina, hehehe... (sei que não é timidez, mas esquecimento; por favor, assine!!).

Luiz

Wanda disse...

Nem sei o que dizer...
Bonito demais, Luiz.
Eu amo os seus poemas, crônicas, tudo o que escreve.
O melhor de tudo é que somos amigos, conversamos, trocamos ideias e boas energias.
Por isso eu falo: Obrigada, Papai do Céu.
Beijos! Muitos!

Luciene Sillva disse...

Luiz,
este teu poema ai... já lhe disse é um dos meus preferidos, gosto de tudo que escreve, ate o Tédio (a crônica "O tempo e o tédio", de 14/10/2009) , que a primeira leitura não me foi muito agradável, após reler, entrei dentro dele, e..gostei. Agora este EU TE AMO, foi encanto, paixão a primeira leitura, quando me pediu pra te adicionar no Orkut, vendo que era poeta, procurei algo sobre você na net, e o encontrei, quando li, senti como se este fosse escrito pra mim...e desde então o tenho como meu. Meu poema EU TE AMO...

Ei, oi, esquece não EU TE AMO


BEIJO E CHEIRO
Luciene Silva

Fátima Paraguassu disse...

Que lindo! Vou gravar seu poema cantado e publicar. Que tal?

Fátima

Luiz de Aquino disse...

Wanda, Luciene e Fátima!

Obrigado, meninas!

Ah, Fátima, faça isso! A gente o põe aqui, musicado...

AMIGOS:
A Fátima musicou esse poema e ficou uma bela canção! Assim que ela me passar a gravação, prometo divulgá-la aqui.

L.deA.

Anna Cortás disse...

Muito lindo meu poeta amigo.

Flavina disse...

Muito lindo, Luiz.
Parabéns e uma grande abraço.
Flavina

Heloísa Helena disse...

Mes félicitaions pour les deux poètes: Luiz de Aquino et Yvan Avena.
En portugais ou en français, le poème est très beau.
Avec amitié,
Heloisa

Vânia Moreira Diniz disse...

Luiz querido
Seu lindíssimo poema com a bela tradução de Yvan Avenas já está em sua coluna no link poemas. Com muito carinho:
http://www.vaniadiniz.pro.br/luiz_de_aquino/index.htm

Feliz natal, meu querido amigo!
Beijos
Vânia

Luiz de Aquino disse...

Muito obrigado, Flavina, Heloísa Helena e Vânia Moreira Diniz!

(Três artistas/poetisas maravilhosas!!!).

L.deA.

si_monefs disse...

Poeta, que belo poema!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Ele merecia estar traduzido em todos os idiomas, afinal o amor é universal. Este particularmente para mim é perfeito.
Beijos!!!!!!!!!!

Jacqueline disse...

Não posso deixar de sonhar essa história de amor. Você sabe tirar das letras os sonhos dos amores! Amei Luiz poeta, poeta luz dos nossos sonhos!
CARINHO!

Marcluci Costa disse...

Trop, trop beau, le poème en français. Les soms des mots ont gagné une musicalité que ont laissé le poème plus romantique.
Ahhhhh l'amour !!! En français, en portugais... toujours l'amour !